sábado, outubro 02, 2010

CONTO 01 - Preconceito... e a minha opinião sobre encaixe de quadril!

Oiii minhas liindas!!!
Hoje irei lançar o meu primeiro conto ( tão esperadoo!) sobre o tema PRECONCEITO...
É um tema bem forte, pelo qual tantas bailarinas foram ou são vítimas dele. MAS ANTES...
Irei só dar a minha opinião sobre um assunto que tenho visto que em alguns blogs que eu sigo: encaixe de quadril.  Bom, na minha opinião, o encaixe de quadril é importante SIM  e ajuda muitas bailarinas a conseguirem melhorar seus movimentos em todos os aspectos (limpeza, equilíbrio, graça e leveza)... Nunca fui tão preocupada com o encaixe de quadril, porém ultimamente tenho visto que o reflexo dele tem muitos benefícios no dia-a-dia. Seja na postura ou (inclusive, ao contrário do que muitos pensam!) nas dores após as aulas... Um quadril mal encaixado pode causar lesões e dores gravíssimas! Então, indico que dêem atenção ao encaixe e tentem fazê-lô o melhor possível!!






Início da aula, 16:30

Cris chega para aula, coque feito, uniforme limpinho e cheiroso... Cris é uma bailarina nata. Desde pequena sempre amou o ballet por tudo que ele proporcionou a ela. Seu maior sonho era crescer e se tornar uma bailarina de sucesso e potencial. Mas parecia que TUDO na vida a impedia de alcançar aquele sonho.

Sua professora, Lílian, era uma professora típica de ballet...Rígida! Mas ao contrário das outras ela era "fria", insensível... O que magoava muito a Cris. Pois sua professora parecia fazer questão de ressaltar seus possíveis "defeitos": sua cor da pele morena e lustrosa, seu peso que não era semi-anoréxico como o das outras bailarinas de sua turma e o fato de ser bolsista da academia ( o que era motivo de muita alegria para a família que não tinha condições de pagar uma academia cara como aquela para a filha, que passara de primeira na audição).

A professora a humilhava na frente de todas as meninas dizendo que com aquela cor de pele nunca a faria conseguir um papel principal, aquele peso nunca a deixaria saltar tão alto quanto Natalie Gransbarren (antiga e famosa bailarina da época dela que Cris era fã mas nunca pode conhecê-la. Apenas a via em vídeos antigos), e que se não podia pagar a mensalidade nunca iria sair dali. Ás vezes, Cris se punha a chorar no final das aulas pensando se tudo aquilo realmente aconteceria um dia.



Na apresentação de final de ano, Cris acabou conseguindo um papel  para um solo. Toda a sua famíla economizara para assistí-la na platéia naquele dia e o teatro estava cheio. Chegava a vez de Cris dançar. Sua professora olhava atrás das cortinas com um olhar desaprovador e todas as bailarinas cochichavam sobre ela. Cris entrou no palco, sorriu e dançou... Dançou como nunca havia feito. Fechava os olhos entre um movimento e outro e sentia a paixão pela dança fluir pelos seus pensamentos e  pelo seu corpo e mostrava toda delicadeza que o ballet poderia ter. Se sentia realizada apenas por estar num palco fazendo o que amava. E quando olhou nos olhos de sua mãe, ela viu que estavam molhados de tanto chorar, e então no final da apresentação uma lágrima também caíra dos olhos de Cris.


Quando já se arrumava para ir embora, uma senhora idosa porém ativa e cativante que tinha algo de familiar em sua face se aproximou,olhou em seus olhos e disse: "Gostei muito de vê-la dançar. Me lembrei de quando era jovem." Cris disse: " Me desculpe, senhora, mas não a conheço!" A senhora: " Minha querida, sou Natalie Gransbarren!" Cris não acreditou, abraçou-a inúmeras vezes e ficou muito emocionada. A senhora disse:" Meu bem, gostaria de convidá-la para entrar em minha academia: Grandsbarren Ballet! Você aceita?" Bem na hora, Lílian chegou apressadamente e disse falsamente " Me desculpe, pelo atraso querida Cris! Você foi maravilhosa! Olá, senhora Natalie, é um prazer conhecê-la mas a nossa Cris não tem permissão para mudar de academia assim..."
Cris: " Hã? Como assim? Eu tenho sim!"
Lilian ( apertando seu braço secretamente): " Não ouse me desobedecer, senão..."




"SENÃO O QUÊ???" Entra a mãe de Cris. " Ela tem todo o direito de mudar de academia sim e irá fazê-lo o mais rápido possível, porque não aprovo o seu método senhora Lílian.Vamos andando senhoritas!"
Natalie: " Vamos sim, quero apresentá-la para meus colegas, Cris."

Só um minuto! Só quero falar uma coisa para a senhora Lílian.Fique sabendo que nem você, e nem ninguém será capaz de destruir meu amor pela dança. Tenho liberdade enfim... HOJE E SEMPRE!



Autora: Jade Christinne

E aí, gostaram? Comentem!

Beijos :*

4 comentários:

  1. Adorei o post Jade! =D
    Que história triste, apesar do final....=/
    Já respondi sua pergunta sobre o salto, vê lá! =]
    bj.

    bailarinadecorpoealma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Simplesmente amei , bem feito pra aquela professora mal criada, concordo com a isabela é triste com um final emocionante!passa no mru blog http://eutambmdanoballet.blogspot.com bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi Flor, sobre o encaixe do quadril, eu relutei em comentar em outros blogs, pq tenho a mesma opnião que vc, o encaixe do quadri tem que ser feito, no limite , mas é preciso, sem o encaixe um battement a lá second nunca vai sair ou pior, vc vai estourar os joelhos no pliê sem estar com o quadril no lugar....Sei lá, eu vejo necessidade sim...Se samba é pra quem tem bumbum mega avantajado e lordoso, o ballet não é, infelizmente pra nós com bio-tipo latino.Mas é o que tem,rs
    Bjs

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails