domingo, fevereiro 27, 2011

20 ANOS SEM MARGOT FONTEYN ----

Oiii gente! Vim postar sobre uma reportagem que passou no "Jornal Globo News", que me sensibilizou muuito... O vídeo está no site do link. Assistam'


No ano em que o filme "Cisne negro" foi indicado a cinco Oscars, lembrança da dama do balé é ainda mais atual.





Leveza, graça e movimentos precisos. Há 20 anos, o mundo perdia Margot Fonteyn, uma das maiores bailarinas de todos os tempos. Margot era neta de um brasileiro: Antônio Fontes. Foi do avô que ela tomou o sobrenome e transformou em Fonteyn.






Aos 37 anos, ganhou das mãos da Rainha Elizabeth II o título da Ordem do Império Britânico. Nessa época, muita gente achava que Dame Margot Fonteyn deveria se aposentar. Mas foi depois dos 40 que ela conheceu o grande parceiro dos palcos: o soviético Rudolf Nureyev, vinte anos mais jovem. Eles dançaram juntos até 1979, quando Margot Fonteyn, aos 60 anos, finalmente se aposentou.



Vinte anos depois da morte, Margot Fonteyn continua sendo uma referência para as novas gerações de bailarinas. No ano em que o filme "Cisne negro" foi indicado a cinco Oscars, a lembrança da dama do balé se torna ainda mais atual.



O longa, protagonizado por Natalie Portman, mostra o ambiente competitivo, cheio de dores e privações, dificuldades que Margot Fonteyn aprendeu a superar. Como ela dizia: "levar o trabalho a sério é imperativo; mas levar-se a sério demais é desastroso".


 "Margot Fonteyn was probably the most famous, most successful, and most loved ballerina in the second half of the 20th century." I'LL TAKE IT!



 






Beeijos
Obrigada por lerem!



3 comentários:

  1. Margot sempre será um referencial a nós!
    Beeijos!

    ResponderExcluir
  2. Concordo com vcs, passa no meu blog http://eutmbmdanoballet.blogspot.com bjs

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails